Brasil

Voos da malha emergencial do Rio Grande do Sul j√° chegam ao interior

AGÊNCIA BRASIL

Novos voos extras da malha aérea emergencial para o interior do Rio Grande do Sul começaram a operar nesta segunda-feira (13). O aeroporto de Porto Alegre está fechado em consequência das fortes chuvas que atingem o estado desde 29 de abril e provocaram 147 mortes e estragos em centenas de municípios.

Os voos regionais retomados t√™m como destino Santa Maria, Uruguaiana e Caxias. No s√°bado¬†(11), tr√™s companhias a√©reas brasileiras (Gol, Latam e Azul) j√° operaram voos para os munic√≠pios ga√ļchos de Passo Fundo, Santo √āngelo e Caxias do Sul.

De acordo com o boletim da Defesa Civil do estado que atualiza os servi√ßos de infraestrutura, divulgado nesta segunda-feira (13), os aeroportos administrados pelo governo do estado que operam normalmente s√£o os de Canela, Cap√£o da Canoa, Carazinho, Erechim, Passo Fundo, Rio Grande, Santo √āngelo e Torres. Os aeroportos municipais em funcionamento s√£o os de¬†Santa Cruz do Sul¬†e de Caxias do Sul. A opera√ß√£o deste √ļltimo,¬†por√©m, varia conforme as condi√ß√Ķes clim√°ticas e, por isso, a situa√ß√£o tem sido constantemente atualizada. J√° os terminais concedidos √† iniciativa privada, administrados pela CCR Aeroportos, que est√£o em opera√ß√£o s√£o os de Bag√©, Pelotas e Uruguaiana.

O Aeroporto iIternacional Salgado Filho, em Porto Alegre, permanece fechado por tempo indeterminado por quest√Ķes de seguran√ßa porque a pista de pouso, o terminal de passageiros e as salas de embarque ficaram totalmente alagados.

Trechos previstos

Estes s√£o os primeiros voos extras da malha a√©rea emergencial de 116 voos criada para atender a popula√ß√£o que deseja deixar o estado ou acessar as cidades ga√ļchas. A amplia√ß√£o da oferta de voos foi anunciada na √ļltima quinta-feira (9) pelo Minist√©rio de Portos e Aeroportos, Ag√™ncia Nacional de Avia√ß√£o Civil (Anac), pela Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportu√°ria, pela Associa√ß√£o Brasileira das Empresas A√©reas e companhias a√©reas.

Em nota, o ministro de Portos e Aeroportos, Silvio Costa Filho, informou que se reunir√° com o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, para discutir a quest√£o da malha a√©rea do estado e novas medidas emergenciais. “Estamos vendo os primeiros voos extras chegando ao interior do Rio Grande do Sul, garantindo, com isso, o direito de ir e vir da popula√ß√£o neste momento delicado‚ÄĚ, diz em nota.

Pelo plano emergencial, na primeira fase do total de 116 voos semanais, são 88 estão previstos em sete municípios no Rio Grande do Sul e 28, em três cidades catarinenses.

Estes são os trechos da malha aérea emergencial:

·  Aeroporto de Caxias do Sul (RS) | 25 voos semanais;

¬∑¬† Aeroporto de Santo √āngelo (RS) | 2 voos semanais;

·  Aeroporto de Passo Fundo (RS) | 16 voos semanais;

·  Aeroporto de Pelotas (RS) | 5 voos semanais;

·  Aeroporto de Santa Maria (RS) | 2 voos semanais;

·  Aeroporto de Uruguaiana (RS) | 3 voos semanais;

· Base aérea de Canoas (RS) | 35 voos semanais;

· Aeroporto de Florianópolis (SC) | 21 voos semanais;

· Aeroporto de Jaguaruna (SC) | 7 voos semanais;

· Aeroporto de Chapecó (SC) | aumento de capacidade da aeronave.