Brasil

Centro gestor alerta para seca severa este ano na Amaz√īnia

Centro gestor alerta para seca severa este ano na Amaz√īnia


Da Redação com Agência Brasil

As chuvas, abaixo da m√©dia em grande parte da regi√£o, somadas √†s previs√Ķes de temperaturas acima da normalidade, j√° s√£o motivo de preocupa√ß√£o para as autoridades com o per√≠odo de estiagem na Amaz√īnia em 2024. O Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote√ß√£o da Amaz√īnia (Censipam) fez um alerta aos √≥rg√£os de defesa civil para necessidade de medidas preventivas e de assist√™ncia √†s popula√ß√Ķes afetadas.

De acordo com o analista do Censipam Flavio Altieri, os estudos apontam para uma seca muito semelhante √† do ano passado na regi√£o. ‚ÄúA gente tem os efeitos do fen√īmeno El Ni√Īo que ainda interferem na regi√£o e mant√™m o aquecimento do [oceano] Atl√Ęntico Norte e Sul que tamb√©m interferem em pouca chuva na Amaz√īnia.‚ÄĚ

Nos √ļltimos 12 meses at√© abril deste ano, o Monitor de Secas da Ag√™ncia Nacional de √Āguas e Saneamento B√°sico registrava d√©ficit de 27% nos volumes de chuvas. Segundo o superintendente de Opera√ß√Ķes de Eventos Cr√≠ticos, Alan Vaz Lopes, os n√≠veis de √°gua e a vaz√£o dos rios da Amaz√īnia, embora tenham grandes volumes, s√£o muito sens√≠veis √† falta de chuvas. ‚ÄúUm pequeno d√©ficit de chuva em determinado momento provoca uma grande redu√ß√£o de n√≠veis de √°gua e de escoamento dos rios. √Č por isso que a gente v√™ rios enormes tendo uma redu√ß√£o muito r√°pida nos n√≠veis de √°gua.‚ÄĚ

Para os especialistas, os efeitos mais imediatos da seca severa podem afetar de forma intensa a navegabilidade nos rios. ‚ÄúPrincipalmente as popula√ß√Ķes mais isoladas s√£o afetadas, porque, com rios sem navegabilidade, passam a enfrentar dificuldade de locomo√ß√£o para aquisi√ß√£o de material de consumo‚ÄĚ, explica Altieri.

A economia da regi√£o tamb√©m poder√° sofrer problemas, diz o analista do Censipam. Somente nos rios Solim√Ķes, Amazonas, Madeira e Tapaj√≥s, h√° 4.695 quil√īmetros em extens√£o de hidrovias, pelas quais foram transportadas, no ano passado, 78,2 milh√Ķes de toneladas de cargas, somando 55% do que foi movimentado dentro do pa√≠s desta forma. ‚ÄúNo caso das hidrovias do Rio Madeira, quando atingem uma cota abaixo de 4 metros, j√° se interrompe a navega√ß√£o noturna. Conforme vai baixando, pode chegar √† interrup√ß√£o completa. A mesma coisa acontece na Bacia do Tapaj√≥s‚ÄĚ, alerta Altieri.

Energia

O abastecimento de energia do país é outro setor sensível, já que a região concentra 17 usinas hidrelétricas responsáveis por 23,6% do consumo no Sistema Interligado Nacional. Embora outras estruturas de geração possam suprir uma eventual interrupção, o remanejamento sempre causa algum impacto para o país.

A sazonalidade da seca na Amaz√īnia ocorre em etapas desiguais na regi√£o. Portanto, os indicativos variam conforme o per√≠odo de estiagem, que costuma atingir o √°pice nos meses de setembro e novembro. De acordo com Altieri, nesses meses, a aten√ß√£o √© redobrada, mas atualmente, ainda n√£o h√° indicativo para maiores preocupa√ß√Ķes com o abastecimento energ√©tico.

‚ÄúA maior parte das hidrel√©tricas est√° nos rios da Bacia Araguaia-Tocantins e, apesar de o n√≠vel estar mais baixo do que no ano passado, os n√≠veis ainda est√£o satisfat√≥rios para gera√ß√£o de energia‚ÄĚ, afirmou¬† Altieri.

Por outro lado, √© necess√°rio planejamento em termos de abastecimento de alimentos e √°gua pot√°vel, j√° que a regi√£o tem 164 pontos de capta√ß√£o de √°guas superficiais que tamb√©m podem ser afetados pela seca severa. ‚ÄúComo o rio √© a via de acesso para a maioria das comunidades mais isoladas √© interessante um planejamento para que mantimentos, como alimentos e √°gua pot√°vel, possam ser transportados com anteced√™ncia e os impactos sejam menores para essas popula√ß√Ķes‚ÄĚ, acrescentou.



Fonte: Agência Brasil
Foto: Agência Brasil