Brasil

Córrego transborda e volta a invadir casas em Porto Alegre

AGÊNCIA BRASIL

Após vários dias sem chuva, a cidade de Porto Alegre teve um dia de precipitação prolongada e intensa ao longo de toda esta quinta-feira (23). Por causa disso, ruas e avenidas ficaram alagadas e, em alguns bairros, especialmente no centro-sul e sul da capital, que já tinham secado após as enchentes do início do mês, voltaram a ficar inundados e pessoas tiveram de ser retiradas de suas casas.

O cirurgi√£o dentista Br√≠gido Ribas, morador do bairro Cavalhada, na zona sul da capital, viu sua casa ser invadida pelo arroio (c√≥rrego) que d√° nome ao bairro. A √ļltima vez foi justamente no dia 1¬ļ de maio, logo no in√≠cio do ciclo devastador de inunda√ß√Ķes na cidade. Ele teve que subir os m√≥veis e abrir as portas para a √°gua passar.

Porto Alegre (RS), 23/05/2024 ‚Äď CHUVAS/ RS - ENCHENTES -A casa do Dentista Br√≠gido Ribas ficou alagada no bairro de Cavalhadas em Porto Alegre. Foto: Rafa Neddermeyer/Ag√™ncia Brasil
Porto Alegre (RS), 23/05/2024 ‚Äď CHUVAS/ RS - ENCHENTES -A casa do Dentista Br√≠gido Ribas ficou alagada no bairro de Cavalhadas em Porto Alegre. Foto: Rafa Neddermeyer/Ag√™ncia Brasil

A casa do dentista Brígido Ribas ficou alagada em Porto Alegre. Foto: Rafa Neddermeyer/Agência Brasil

“Agora choveu de novo, o parece um pouco pior do que da outra vez, porque tem ondas l√° atr√°s da casa, eu vi pelo¬†vidro da porta que tem ondas do arroio pra dentro da minha, para cima da minha casa.¬†Da√≠, eu deixei toda aberta, o port√£o e a porta da casa, porque a √°gua t√° passando por dentro. O que eu pude subir das minhas coisas, eu¬†subi.¬†Vamos ver se dessa vez v√£o aguentar. Da √ļltima, eu consegui salvar a maioria dos m√≥veis e eletrodom√©sticos”, afirmou √†¬†Ag√™ncia Brasil.

Ribas e a esposa foram obrigados a sair de casa e vão dormir no vizinho. Segundo ele, é a quarta vez, em quatro anos, que as águas do arroio, que passa atrás de sua casa, transbordam para dentro do imóvel. Ele vive no local desde 2011, mas o transtorno só começou em 2020.

“Acabou a paci√™ncia de ficar nessa casa. A gente tem que ir para um apartamento, n√£o d√°. A casa √© boa, tem √°rvores frut√≠feras no quintal, mas n√£o d√° para ficar repetindo esse tipo de situa√ß√£o, porque come√ßa a chover e a gente j√° n√£o consegue dormir”, contou.

A poucas ruas dali, Guiomar Meireles viu a √°gua do arroio Cavalhada subir mais de meio metro. N√£o era a primeira vez, mas agora ela p√īde levar os seus sete cachorros.

“Eu [j√°] fiquei com 75 cent√≠metros de √°gua dentro de casa, mas nunca sa√≠ porque eu ligava, a Defesa Civil e os bombeiros queriam me resgatar s√≥ eu, e meus cachorros, n√£o. E eu disse: ‘Aqui ningu√©m larga a pata de ningu√©m’. Dessa vez, eu pedi socorro e fui ouvida. Estou eu aqui na rua com os meus cachorros, √† espera de um abrigo”, relatou, enquanto cuidava dos animais, acompanhada por homens da Guarda Civil Metropolitana. ¬† ¬†

No mesmo bairro, era possível ver blindados do Exército, incluindo um veículo anfíbio, circulando por vias já cobertas por água e oferecendo auxílio para a saída dos moradores.

Porto Alegre (RS), 23/05/2024 ‚Äď CHUVAS/ RS - ENCHENTES - Ex√©rcito faz o resgate de pessoas, ap√≥s forte chuva em Porto Alegre. Foto: Rafa Neddermeyer/Ag√™ncia¬†Brasil
Porto Alegre (RS), 23/05/2024 ‚Äď CHUVAS/ RS - ENCHENTES - Ex√©rcito faz o resgate de pessoas, ap√≥s forte chuva em Porto Alegre. Foto: Rafa Neddermeyer/Ag√™ncia¬†Brasil

Militares do Exército resgatam moradores de Porto Alegre. Foto: Rafa Neddermeyer/Agência Brasil

Lixo nas ruas e casas de bomba 

Segundo o Departamento Municipal de √Āgua e Esgoto (Dmae) da capital, nas √°reas onde n√£o h√° esta√ß√£o de drenagem, a chuva des√°gua¬†por gravidade no c√≥rregos. “Como o n√≠vel destes arroios est√° elevado, as √°guas da chuva n√£o t√™m para onde escoar. Por isso, acabam retornando pelas bocas-de-lobo”, informou¬†o √≥rg√£o, em postagens nas redes sociais.

O entulho acumulado nas ruas e em bueiros e o funcionamento parcial das casas de bombeamento, como no bairro Menino Deus, tamb√©m contribu√≠ram para o as inunda√ß√Ķes. O n√≠vel da √°gua subiu rapidamente e afetou at√© mesmo bairros que n√£o haviam sido atingidos at√© ent√£o. No centro hist√≥rico da cidade, o Mercado P√ļblico, que passava por limpeza, dispensou os funcion√°rios por precau√ß√£o. A √°gua alagou o entorno, mas n√£o voltou a invadir realmente o local.

 

Porto Alegre (RS), 23/05/2024 ‚Äď CHUVAS/ RS - ENCHENTES - Volta a chover forte em Porto Alegre e pol√≠cias fazem o resgatede uma idosa no bairro Menino Deus. 
Foto: Rafa Neddermeyer/Agência Brasil
Porto Alegre (RS), 23/05/2024 ‚Äď CHUVAS/ RS - ENCHENTES - Volta a chover forte em Porto Alegre e pol√≠cias fazem o resgatede uma idosa no bairro Menino Deus. 
Foto: Rafa Neddermeyer/Agência Brasil

Moradores tiveram que deixar casas após arroio transbordar e água invadir bairro. Idosa é resgatada. Foto: Rafa Neddermeyer/Agência Brasil

Em coletiva de imprensa, o prefeito da capital ga√ļcha, Sebasti√£o Melo, disse que a gest√£o municipal sabia que havia a possibilidade de mais chuva forte e n√£o foi pega de supressa.

>> Veja a cobertura completa da tragédia no RS

“Essa chuva se concentrou muito durante a manh√£, especialmente no Bel√©m Novo. A not√≠cia que me traz o Inmet [Instituto Nacional de Meteorologia] √© que s√≥ na regi√£o sul [de Porto Alegre] choveu 100 mil√≠metros. Ent√£o, o que era um problema das √°reas alagadas estendeu-se praticamente para toda a cidade com essa chuvarada e a√≠, n√≥s temos s√©rios problemas, al√©m das √°reas alagadas”, afirmou.

Melo também anunciou a suspensão das aulas em Porto Alegre e o fechamento das comportas do Guaíba, porque a água parou de escoar e voltou a entrar na cidade. Algumas escolas podem funcionar como abrigo temporário enquanto estiverem fechadas para os estudantes.