Brasil

Governo paulista autoriza concess√£o de trem entre a capital e Campinas

Governo paulista autoriza concess√£o de trem entre a capital e Campinas


AGÊNCIA BRASIL

O governo de S√£o Paulo autorizou nesta quarta-feira (29) a assinatura do contrato de concess√£o doTrem Intercidades ser√° o mais r√°pido do Brasil, com velocidade de 140 quil√īmetros por hora. Com 15 trens no servi√ßo expresso e tarifa m√©dia de R$ 50, viagem vai durar 64 minutos.(TIC) Eixo Norte, que vai ligar a capital paulista √† cidade de Campinas, no interior do estado. O Cons√≥rcio C2 Mobilidade sobre Trilhos (TIC Trens) ser√° respons√°vel pelo projeto or√ßado em R$ 14,2 bilh√Ķes, depois de ter sido vencedor do leil√£o em fevereiro desde ano, na B3, em S√£o Paulo. A concess√£o vale por 30 anos.

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econ√īmico e Social (BNDES) entrar√° com um financiamento de R$ 6,4 bilh√Ķes para apoiar o aporte p√ļblico do estado de S√£o Paulo.

Segundo o governo estadual, o TIC ser√° o servi√ßo expresso em 101 quil√īmetros de trilhos entre as cidades de S√£o Paulo e Campinas, com parada em Jundia√≠. O projeto abrange tamb√©m a implanta√ß√£o do Trem Intermetropolitano (TIM) entre Campinas e Jundia√≠ e a concess√£o da Linha 7-Rubi, atualmente operada pela Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) na liga√ß√£o de Jundia√≠ at√© a capital.

O trem que vai ligar a capital a Campinas ser√° o mais r√°pido do Brasil, com velocidade de at√© 140 km/h. A viagem ter√° dura√ß√£o de 64 minutos, com 15 trens no servi√ßo expresso e tarifa no valor m√©dio de R$ 50. O TIM operar√° com sete trens em um percurso de 44 km, com previs√£o de deslocamento de 33 minutos. Haver√° esta√ß√Ķes nas cidades de Jundia√≠, Louveira, Vinhedo, Valinhos e Campinas, com velocidade m√©dia de 80 km/h e capacidade para transportar 2.048 passageiros. O valor m√©dio da tarifa ser√° de R$ 14,05.

J√° a Linha 7-Rubi vai operar entre as esta√ß√Ķes Barra Funda, na capital, e Jundia√≠. O valor cobrado por passageiro seguir√° a tarifa p√ļblica, atualmente de R$ 5. O trecho de 57 quil√īmetros conta com 17 esta√ß√Ķes e capacidade para receber 400 mil pessoas por dia. O contrato prev√™ a transfer√™ncia de 30 trens da CPTM que fazem o trajeto para o novo concession√°rio.

Ap√≥s a assinatura do contrato de concess√£o, come√ßa a fase preliminar do projeto, entre junho e novembro deste ano, quando a concession√°ria apresenta os planos de financiamento, desapropria√ß√£o, reassentamento e se prepara para o in√≠cio da transi√ß√£o operacional com quadros da CPTM. As a√ß√Ķes pr√©vias √†s obras dos tr√™s servi√ßos do TIC Eixo Norte ser√£o promovidas at√© julho de 2026 e o in√≠cio da constru√ß√£o de todas as linhas do projeto deve ocorrer em at√© dois anos a partir da formaliza√ß√£o do acordo de concess√£o.

As obras da Linha 7-Rubi e do TIM devem durar três anos, com conclusão estimada em agosto de 2029. Já as obras do TIC devem durar cinco anos, ou seja, com início da operação a partir do segundo semestre de 2032.

Ao longo de 2025, o projeto prev√™ a opera√ß√£o assistida da TIC Trens na Linha 7‚ÄďRubi, com o apoio do pessoal da CPTM na transfer√™ncia dos servi√ßos √† concession√°ria. A opera√ß√£o comercial na Linha 7-Rubi deve come√ßar em 2026, quando tamb√©m entrar√° em vigor o prazo efetivo de 30 anos da concess√£o.

Para o TIM, a estimativa √© que os testes de opera√ß√£o comecem no √ļltimo trimestre de 2029, com in√≠cio da opera√ß√£o comercial a partir de 2030. No TIC, com prazo mais longo, a fase de testes est√° prevista para o final de 2031, e a opera√ß√£o comercial a partir do ano seguinte.