Brasil

Ministro da Justiça suspende policial que ensinou tortura em curso

AGÊNCIA BRASIL

O ministro da Justi√ßa e Seguran√ßa P√ļblica, Ricardo Lewandowski, aplicou uma pena de suspens√£o, de 90 dias, ao agente da Pol√≠cia Rodovi√°ria Federal (PRF) Ronaldo Bandeira, que aparece em um v√≠deo mostrando como fazer tortura usando spray de pimenta em viaturas da corpora√ß√£o. O v√≠deo viralizou nas redes sociais no fim do ano passado e o agente foi alvo de processo administrativo disciplinar, que chegou a recomendar sua demiss√£o do cargo p√ļblico, o que acabou n√£o sendo acatado pelo ministro.

Nas imagens que tiveram grande repercuss√£o, Bandeira ministrava aula em um cursinho e detalhava uma abordagem que teria ocorrido com outros policiais. Na grava√ß√£o, ele relata uma situa√ß√£o de pris√£o com¬†resist√™ncia¬†na qual o suspeito estava na parte de tr√°s da viatura. Em seguida, o agente diz: “O qu√™ que ‚Äėo pol√≠cia‚Äô faz? Abre um pouquinho, pega o spray de pimenta e taca! A pessoa fica mansinha”. Ele chega a afastar o microfone, que estava gravando, ao mencionar o uso do spray. O policial rodovi√°rio ainda fala, no v√≠deo, com ironia, que o procedimento seria tortura.¬†

A gravação do vídeo, que teria ocorrido em 2016, veio à tona depois que Genivaldo de Jesus Santos foi morto durante ação de policiais rodoviários federais em Sergipe, em 2022.

Imagens veiculadas na internet mostram a ação policial que prendeu Genivaldo no porta-malas de uma viatura após ele trafegar de moto sem capacete em uma rodovia.

Publicada em edi√ß√£o regular do Di√°rio Oficial da Uni√£o (DOU) da √ļltima segunda-feira (22), a portaria que determina a suspens√£o¬†diz que o policial cometeu infra√ß√£o disciplinar prevista regime jur√≠dico dos servidores p√ļblicos civis da Uni√£o, que √© a viola√ß√£o do dever de lealdade √† institui√ß√£o Pol√≠cia Rodovi√°ria Federal.