Campina Grande

Prefeitura de Campina Grande lança campanha “Forró Sim, Assédio Não”

CODECOM/PMCG

Com os objetivos de divulgar, prevenir, orientar e acolher, a campanha “Forró Sim, Assédio Não”, elaborada pela Prefeitura de Campina Grande, por meio da Coordenadoria da Mulher, está sendo lançada nesta segunda-feira, 20, através do Instagram coordenadoriadamulhercg. A campanha vai executar ações para diminuir o índice de crimes de importunação sexual, especialmente neste período de realização d’O Maior São João do Mundo.

Na prática, cerca de 150 pessoas estarão envolvidas no trabalho, que dispõe de uma equipe multidisciplinar composta por advogadas, psicólogas e assistentes sociais, além de 70 voluntários atuando diretamente na campanha para prestar todo apoio e orientação, caso haja mulheres vítimas de violência na festa junina.

Um ponto fixo será instalado no Parque do Povo, que servirá como local de apoio e proteção, segundo informou a coordenadora da Mulher em Campina Grande, Talita Lucena. A campanha também vai fazer a distribuição de material educativo, em três idiomas, para conscientizar sobre a importância de respeitar e curtir a festa de uma forma respeitosa.

A novidade deste ano será a Central de atendimento 180, que estará pela primeira vez com uma equipe no Parque do Povo como parceira da Coordenadoria da Mulher. O número estará disponível para atender chamadas e encaminhá-las para os profissionais que vão analisar as denúncias de assédio e oferecer o suporte necessário às vítimas.

A Guarda Municipal, através da Ronda da Mulher, também será uma inovação da Campanha. Toda equipe estará de prontidão nos mais de 30 dias de festa para fortalecer o trabalho. As denúncias de assédio, importunação sexual e outros tipos de agressão também poderão ser feitas através do WhatsApp (83) 9 9307-8631.

A importunação sexual é um crime frequente em ambiente de festas. Entre as ações mais ‘comuns’ estão os beijos roubados, toques físicos não consentidos e as piadas vexatórias. Esse crime está previsto no artigo 215-A do Código Penal, com pena mínima de um ano e máxima de cinco anos de prisão.

As ações da campanha contra a importunação sexual e outros tipos de violência não se resumirão apenas ao Parque do Povo, serão estendidas para a rodoviária, aeroporto e outros espaços públicos.

“É importante frisar o apoio da primeira-dama de Campina Grande, Juliana Cunha Lima, que desde o primeiro ano da campanha nos garante todo o apoio como uma das idealizadoras, bem como, o olhar atento do prefeito Bruno Cunha Lima, que está sempre aberto para as pautas de proteção à mulher, já que temos diversos projetos, hoje em pratica, para proteger e prevenir a violência doméstica ou familiar”, concluiu Talita Lucena.