Cidades

Prefeitura de Lagoa Seca anuncia criação de grupo de apoio para mães de autistas

Prefeitura de Lagoa Seca anuncia criação de grupo de apoio para mães de autistas


DECOM/PMLS

Nesta terça-feira (18), a Prefeitura de Lagoa Seca, por meio das secretarias de Saúde, Educação e Assistência Social, promoveram um importante evento em alusão ao Dia do Orgulho Autista para as crianças assistidas pelos programas municipais. A ocasião contou com a presença da prefeita Dalva Lucena, da secretária de saúde Cristiane Cavalcanti, colaboradores das pastas como terapeutas, assistentes sociais e equipe eMulti, e as mães dos usuários.

Além de oferecer uma tarde de atividades e entretenimento, a prefeitura anunciou a criação de um projeto voltado para as mães atípicas, que visa a formação de um grupo de apoio terapêutico onde as mulheres terão um espaço aberto para conversas, escuta, diálogos e oficinas com psicólogos. O serviço será executado a partir do mês de julho, na Unidade Básica de Saúde do São José – local de atendimento das próprias crianças.

De acordo com a psicóloga clínica do município (Gabriela Soares), o novo serviço visa dar suporte as estas mães, buscando trabalhar com elas da mesma forma que a equipe age com as crianças. “No próximo mês, vamos dar início ao grupo. Ele é tanto terapêutico como lúdico, nós vamos trabalhar com oficinas para que elas consigam desenvolver aquilo que a gente já trabalha com os filhos. Ninguém é preparado e nem nasceu para ser mãe, não existe um manual de instrução e as mães atípicas tem um desafio muito maior. Durante meus serviços, percebo muita aflição e angústia por parte delas, e por essa razão, criamos o projeto para dar o apoio necessário que vai além de cuidar dos filhos”, comentou.

Ainda conforme Soares, o encontro com as mães ocorrerá no mesmo horário da terapia dos filhos. Enquanto eu estiver trabalhando com as mulheres, Amanda Lima, que é a nossa psicomotricista, estará atendendo as crianças em outro setor. A proposta é que os dois aconteçam no mesmo período, para que dessa forma, as mães tenham um tempo e uma escuta voltada apenas para elas”, disse.

Em primeiro momento, o grupo é destinado para as mães que já participam de algum programa da prefeitura, porém, aquelas que tenham interesse em participar devem procurar os profissionais da saúde e fazer a solicitação na UBS do São José. O local funciona de segunda a sexta-feira, no horário da manhã.

Para a secretária de saúde, Cristiane Cavalcanti, a gestão segue avançando e desenvolvendo mais políticas para a classe. “Lagoa Seca tem feito um esforço grande e estamos saindo na frente de outras cidades em algumas situações. Já temos diversos profissionais para atender esse público. Temos fonoaudiólogos, psicólogos, psicopedagogos, terapeutas ocupacionais, neurologistas, e muitos outros. Nós ampliamos bastante essa oferta para dar esse suporte, mas também entendemos que precisamos buscar mais. Hoje, por exemplo, estamos tentando desenvolver mais o diálogo com as famílias para tentarmos dar um apoio ainda maior para elas. Inclusive, já estamos planejando a construção de um centro especializado para autistas, com o objetivo de criar um atendimento específico e especializado para a categoria”, afirmou.