Brasil

Semana começa com calor e sem sinal de chuva na capital paulista

AGÊNCIA BRASIL

A cidade de S√£o Paulo come√ßou a semana com pouca nebulosidade e term√īmetros oscilando em torno dos 19,9 graus Celsius (¬įC) durante a madrugada. No decorrer do dia, o predom√≠nio de sol favorece a r√°pida eleva√ß√£o das temperaturas, com m√°ximas que podem superar os 31¬įC, segundo dados do Centro de Gerenciamento de Emerg√™ncias (CGE).

A umidade relativa do ar¬†come√ßa a cair e atinge valores pr√≥ximos aos 30% nas horas mais quentes. A aproxima√ß√£o de uma frente fria deve provocar rajadas moderadas de vento, de at√© 60 quil√īmetros (km/h), al√©m de aumentar a nebulosidade no final do dia, mas sem previs√£o de chuva.

Apesar do rompimento do bloqueio atmosférico, a frente fria deve chegar enfraquecida ao litoral paulista, e o tempo muda com aumento de nebulosidade, rajadas moderadas de vento, de até 60km/h, e declínio das temperaturas, porém as chuvas ainda devem ocorrer de forma irregular.

Na ter√ßa-feira (14) os ventos passam a soprar de forma moderada¬†de Sul a¬†Sudeste, o que causa principalmente aumento de nebulosidade e decl√≠nio das temperaturas. A m√°xima de 22¬įC ser√° observada pr√≥ximo do meio do dia e a m√≠nima de 17¬įC no fim da noite. Apesar da mudan√ßa no tempo, as chuvas devem ocorrer de forma fraca e isolada, principalmente entre a tarde e a noite.

A quarta-feira (15) ainda deve apresentar garoa e chuviscos, principalmente entre a madrugada e o decorrer da manh√£. No decorrer da tarde, o tempo melhora, mas o c√©u permanece com muita nebulosidade. Os term√īmetros variam entre m√≠nimas de 16¬įC e m√°ximas que n√£o devem superar os 20¬įC.

De acordo com a meteorologista Helena Balbino, do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a frente fria que come√ßa a se aproximar do estado de S√£o Paulo¬†est√° chegando com os ventos que v√™m do Norte e, nesse caso, carregando o calor que est√° no interior do estado de S√£o Paulo. ‚ÄúEssa onda de calor √© uma alta press√£o que √†s vezes fica. Principalmente nesta √©poca que n√≥s estamos, porque primavera e outono s√£o as √©pocas principais que se estabelecem essa alta press√£o atmosf√©rica, com o ar fica descendo de altos n√≠veis, promovendo essas temperaturas mais elevadas e dificuldade para chover.‚ÄĚ

Segundo Helena, √© por esse motivo que a frente fria que deveria chegar √† Regi√£o Sudeste fica parada no Sul, ocasionando as chuvas excessivas. ‚ÄúAgora tem uma frente fria que est√° mais forte e que vai se deslocar um pouco pelo Mato Grosso do Sul, passa pela Bol√≠via e volta para o no centro do pa√≠s, vindo para S√£o Paulo. Ela sobe mais um pouco para a costa de S√£o Paulo esfriando um pouco o sul do Rio de Janeiro. Em S√£o Paulo, ela esfriar√° mais o sul do estado, aonde chegar√° mais forte, por√©m a baixa press√£o j√° est√° mais deslocada para o Atl√Ęntico e ela n√£o ter√° for√ßa para entrar no Brasil‚ÄĚ, explicou.

Apesar da frente fria, não há previsão de chuva, muito menos com potencial de alagamentos. O que pode ocorrer é que, em uma próxima frente fria, haja mais espaço para chuvas. Na capital paulista, o calor deve dar uma trégua por dois dias, voltando a esquentar depois.

Balanço de abril

De acordo com o Inmet, a cidade de S√£o Paulo teve chuva abaixo da m√©dia e temperaturas acima da m√©dia em abril (29,5¬įC, enquanto a Normal Climatol√≥gica √© de 26,6¬įC). Tal temperatura no m√™s de abril s√≥ ocorreu em 2016. A maior temperatura m√°ximado m√™s foi de 32,8¬įC, registrada no dia 5.

O volume de chuva acumulado no mês foi de 16,6 milímetros (mm), o que ficou 70,4 mm (81%) abaixo da Normal Climatológica (1991 a 2020), de 87 mm. O maior volume de chuva em 24 horas foi de 9,4 mm, registrado na manhã do dia 17. Em relação aos ventos, a maior rajada foi de 10,5 m/s (38 km/h), na tarde do dia 17.

‚ÄúEm todo o m√™s, foram registrados 2 dias com chuva acima ou igual a 1,0 mm. Isso representa um desvio de 4 dias a menos que a m√©dia climatol√≥gica, que soma de 6 dias. Neste ano o d√©ficit de chuva est√° em 55,5 mm, o que significa um desvio negativo de 6% em rela√ß√£o aos quatro primeiros meses do ano‚ÄĚ, diz o InMet.