Brasil

Semana Nacional de Museus tem mais de mil participantes em todo o paĆ­s

AGƊNCIA BRASIL

Com o tema Museus, EducaĆ§Ć£o e Pesquisa, a 22ĀŖ ediĆ§Ć£o da Semana Nacional de Museus “estĆ” bombando”, disse a presidenteĀ  do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) Fernanda Castro Ć  AgĆŖncia Brasil. O evento conta com a participaĆ§Ć£o de 1.088 museus e instituiƧƵes culturais e educativas de todo o paĆ­s, em atividades diversas.

“A diversidade Ć© imensa: tem seminĆ”rios, aƧƵes educativas, exposiƧƵes, aƧƵes culturais vividas pelas comunidades, pelos bairros, mas explorando sempre essa temĆ”tica.ā€

Promovida anualmente pelo Ibram, a celebraĆ§Ć£o marca o Dia Internacional dos Museus, comemorado no prĆ³ximo sĆ”bado (18). O tema da 22ĀŖ ediĆ§Ć£o foi proposto pelo Conselho Internacional de Museus, organizaĆ§Ć£o nĆ£o governamental internacional que tem um comitĆŖ brasileiro.

ā€œO objetivo deste ano da Semana Ć© divulgar esse tema para estimular que as instituiƧƵes museais, culturais e pontos de memĆ³ria faƧam as suas atividades”, disse Fernanda.

IntegraĆ§Ć£o e diversidade

No total, estĆ£o previstas 3.553 atividades em todo o Brasil para ā€œpromover a integraĆ§Ć£o, divulgaĆ§Ć£o e difusĆ£o dos acervos, da programaĆ§Ć£o dos museus para que, de maneira coordenada, a populaĆ§Ć£o tome conhecimento dessa programaĆ§Ć£o variadaā€, conta Fernanda.

A programaĆ§Ć£o inclui atividades presenciais e online e Ć© dividida por regiƵes. Ela pode ser acessada no site do Ibram. ā€œNessa programaĆ§Ć£o, a gente tem informaĆ§Ć£o se [o evento] Ć© gratuito, se nĆ£o Ć©, qual Ć© o perfil etĆ”rioā€. Dentre as atividades previstas hĆ” exposiƧƵes, visitas guiadas, palestras, mesas-redondas, rodas de conversa, lanƧamentos, oficinas, saraus, performances e apresentaƧƵes musicais e teatrais.

Em um recorte regional, o Centro-Oeste conta com a participaĆ§Ć£o de 63 museus, a RegiĆ£o Nordeste com 263, o Norte conta com 68 equipamentos culturais, a RegiĆ£o Sudeste tem 460 museus e, no Sul do paĆ­s, 234 museus.

Fernanda Castro salientou que, com as enchentes ocorridas no Rio Grande do Sul, os eventos da Semana Nacional de Museus serĆ£o adiados para quando a situaĆ§Ć£o se normalizar no estado: ā€œaĆ­, a gente vai fazer um novo perĆ­odo de divulgaĆ§Ć£o para participaĆ§Ć£o dos museus nessas atividadesā€.

Para a presidente do Ibram, uma das caracterĆ­sticas desta semana comemorativa, em todos os anos, Ć© a diversidade da programaĆ§Ć£o.

ā€œA gente tem cinema, teatro, vĆ”rias atividades educativas. Este ano, em que o tema Ć© educaĆ§Ć£o, a gente tem um peso enorme de atividades educativas e o pĆŗblico infantil estĆ” sempre presente. Especialmente o trabalho com a primeira infĆ¢ncia e a juventude tem sido muito valorizado nos Ćŗltimos anos. AlĆ©m dos profissionais dos museus que participam dos diversos eventos, hĆ” convidados das universidades e das comunidades.ā€

Campanha

Fernanda aproveitou o evento para reforƧar a campanha de ajuda ao Rio Grande do Sul, pedindo doaƧƵes ao pĆŗblico, especialmente de material de higiene, mĆ”scaras, Ć”gua, lenĆ§Ć³is, cobertores e agasalhos, que serĆ£o transportados pelo Correios e ForƧa AĆ©rea Brasileira (FAB) para distribuiĆ§Ć£o no estado.

Cinco museus estĆ£o recebendo as doaƧƵes diretamente. SĆ£o eles: o Museu da AboliĆ§Ć£o, no Recife (PE); o Museu da InconfidĆŖncia, em Ouro Preto (MG); o Museu Imperial, em PetrĆ³polis (RJ); e os museus HistĆ³rico Nacional e da RepĆŗblica, na cidade do Rio de Janeiro.

ā€œAlĆ©m de participar da programaĆ§Ć£o da Semana, as pessoas podem ser solidĆ”rias e ajudar o Rio Grande do Sulā€, disse Fernanda. (Alana Gandra)