São João

Paraíba alcança taxa de ocupação hoteleira de 85%

Paraíba alcança taxa de ocupação hoteleira de 85%


DA REDAÇÃO COM ASCOM

A Paraíba está celebrando um dos eventos mais emblemáticos e festivos do Nordeste: os denominados festejos juninos, que tem atraído gente de todo país à região. De acordo com dados das Secretarias Municipais de Turismo, Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH) e Atura a ocupação hoteleira no Estado durante o São João atinge uma média de 85%.

Na capital João Pessoa, a ocupação hoteleira alcança 87% com previsão de ocupação máxima em alguns hotéis durante o São João, conforme informações da ABIH. Enquanto isso, em Campina Grande, reconhecida por sediar o Maior e Melhor São João do Mundo, a taxa de ocupação atinge robustos 90%. Em Monteiro, no interior do Estado, a ocupação chega a impressionantes 100%, destacando o forte apelo turístico das festividades juninas na região.

Ferdinando Lucena, presidente da Empresa Paraibana de Turismo (PBTur), destaca que os dados da ocupação hoteleira durante os festejos juninos refletem a popularidade dessas festividades e evidenciam o potencial turístico e cultural da Paraíba.

“Com uma programação diversificada, que inclui desde grandes shows até manifestações culturais autênticas, a Paraíba se consolida como um destino imperdível para quem deseja vivenciar a verdadeira tradição junina do Nordeste brasileiro. O trabalho de divulgação intensiva do Governo do Estado, por meio da PBTur e da Setde, tem mostrado resultados positivos no turismo paraibano”, enfatizou.

Miguel Ângelo, secretário de Turismo e Desenvolvimento Econômico da Paraíba, ressaltou que os festejos juninos movimentam intensamente o setor hoteleiro, gerando um impacto significativo na economia local.

“Além de criar empregos temporários e impulsionar o comércio de produtos típicos, os turistas que visitam nosso estado durante esse período contribuem para a sustentabilidade do turismo regional, fortalecendo nossa identidade cultural e gerando renda para as diversas regiões turísticas”, comentou o secretário.